Vitamina D: Devo ou não tomar sol?

A questão da Vitamina D é uma polêmica. Existem vários profissionais que aconselham tomar sol por conta da captação de Vitamina D. Para quem não sabe, quando o sol incide na nossa pele, aciona-se um mecanismo que começa a produzir e liberar Vitamina D no organismo. No entanto, existem profissionais que são contra tomar sol em razão do risco de desenvolvimento do câncer de pele

A minha opinião, que é algo bem particular, é bem triste. Nós prejudicamos tanto a camada de ozônio que os raios que não queremos atravessam e chegam até nós. E são raios solares nocivos que causam câncer de pele. Quando a gente não percebe e o câncer evolui, fica muito difícil de controlar e restabelecer a saúde. Por este motivo, eu sou a favor de haver uma reposição de Vitamina D através de uma suplementação, sempre com o apoio de um nutricionista ou de um médico, e o sol não ser tomado em virtude do risco de câncer. 

Aproveitando, gostaria de falar rapidamente da ceratose actínica, que é uma lesão na pele, geralmente apresentada por idosos, e aumenta muito as chances de desenvolvimento do câncer de pele e aparece em partes expostas ao sol. Nesse sentido, são lesões que aparecem na camada superficial da pele e algumas cascas ficam visíveis. Pode-se ser facilmente evitadas com o uso de filtro solar ou roupas que possuem proteção solar e óculos de sol. Quando uma pessoa é calva, pode utilizar chapéu. Acomete mais indivíduos mais claros e pode-se ser evitada facilmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *