Tratamento oral de melasma: será que é o suficiente?

O tratamento oral de melasma, condição caracterizada por manchas escuras na pele, é o suficiente? Essa pergunta veio da Neide Lima através do meu canal no Youtube. Vamos esclarecê-la!


A Neide pontuou que faz uso oral de polipódio para efetuar o tratamento de melasma, combinando o uso do medicamento com manter-se muito hidratada, tendo percebido que seu melasma estava clareando.

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o polypodium leucotomos é uma samambaia e possui a mesma premissa de um filtro solar. Ou seja, ele evita que os raios solares danifiquem o colágeno presente na nossa pele. Porém, deixar de usar o tratamento térmico não é o recomendado!

O polypodium leucotomos possui muitos benefícios, tanto que no relato da Neide há ênfase que apenas o uso do polipódio conseguiu iniciar a limpeza da pele e a remoção do melasma.

Contudo, a associação do polipódio com uma ação sinérgica, ou seja, uma combinação, seja com pycnogenol, com biotiox, com transresidenatrol, ou até mesmo urutreina, proporcionaria um tratamento mais profundo e com resultados mais notórios em um período de tempo mais curto.

Em suma, o tratamento oral de melasma é sim suficiente, mas ao efetuar uma associação com ação sinérgica, os resultados são muito mais visíveis!

Achou este conteúdo útil? Compartilhe com suas amigas nos links abaixo e deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *