Pálpebras caídas tem solução

As pálpebras caídas ou ptose palpebral, além de causar um desconforto estético pode causar prejuízos na visão. Esse problema atinge muitas pessoas e ocorre em decorrência da flacidez da pele em volta dos olhos. Mas fique calma! Pálpebras caídas tem solução e você não precisa necessariamente passar pelo bisturi para resolver o problema.

Em entrevista com o Dr. Marcos Kawasaki, colocamos em pauta como rejuvenescer uma mulher de maneira eficaz e sem cortes. Para as pessoas que tem medo de cirurgia ou que não sabem que existem outras maneiras de tratar o problema, desmistificamos um dos procedimentos clínicos que vem sendo muito utilizado para tratar as pálpebras sem cirurgia e sem agulhadas.

Vamos descobrir como acabar com as pálpebras caídas? Siga passo a passo das dicas que darei a vocês ao longo do artigo.

Close up on eyes of mother and daughter faces next to one another

Causas da pálpebra caída

A causa da ptose palpebral ocorre pela flacidez em volta da pele dos olhos e na maioria dos casos é relacionada com a idade, mas pode acontecer em decorrência de outras condições. “Depende muito de cada pessoa, como hábito de vida, hábito alimentar, suplementações, tabagismo, genética, fotoexposição” afirma o Dr. Marcos Kawasaki.

A pálpebra caída pode ocorrer também por lesão ou consequência de algumas cirurgias oculares. Doença neurológica ou uma doença sistêmica como a diabetes, são outras possíveis causas.

Uma coisa é muito certa! Pálpebras caídas mexem diretamente não apenas com a parte visual da face de alguém, mas também, com a autoestima! Ser visivelmente apresentável através da face é uma vontade de todas nós. Se suas pálpebras forem caídas, não se desespere! Estudos e práticas trouxeram diversas inovações na resolução desse problema. 

Conheça o Lifting de Pálpebras Make Funcional 5ml (Eyelift)

Saiba os tratamentos para pálpebras caídas

Sabemos que nos dia atuais existem inúmeros tratamentos para rejuvenescer a pele do rosto e recuperar a aparência jovem da pele. Cirurgia, tratamentos com a toxina botulínica (mais conhecido como botox) e harmonização facial são alguns dos procedimentos mais conhecidos.

Entretanto, nem todos são os pacientes que possuem uma flacidez suficiente para um encaminhamento cirúrgico, e outros não simpatizam com esses métodos citados pelo fato dos cortes e agulhadas que esses procedimentos necessitam.

Então nesses casos, o que fazer? Existe algum outro tratamento que seja eficaz, sem cortes e agulhadas para tratar a pálpebra caída? Sim, existe! 

O peeling é um procedimento já conhecido, usado para rejuvenescer a pele do rosto retirando todas as suas manchas e irregularidades. Mas você sabia que existe também o peeling de pálpebras? O Dr. Marcos Kawasaki, dermatologista e especialista em peeling profundo explica.

Muitas das vezes, procedimentos desconhecidos podem nos causar um certo pânico. Entretanto, garanto a vocês que este procedimento não trará nenhum tipo de dor ou algo tão evasivo. Bem melhor assim, não é mesmo?

Peeling de pálpebras

O peeling profundo é um procedimento que utiliza um composto chamado fenol, para retirar todas as primeiras camadas da pele, que são a epiderme, derme superficial e derme médio, ficando somente a derme profunda. Isso significa que por meio dessa técnica o médico vai trocar a pele do paciente, eliminando todas as manchas e irregularidades da pele.

Essa técnica quando feita na área dos olhos não só corrige a pálpebra caída, como também as olheiras e os pés de galinha.

“Existe a necessidade de ser um profissional médico devidamente capacitado e competente para, primeiro: Realizar o diagnóstico correto – passo primordial para o sucesso do tratamento. E segundo: Saber as limitações do tratamento e do paciente” explica o Dr. Marcos Kawasaki – CRM-SP: 131.391.

O peeling de pálpebras é uma técnica considerada perigosa e delicada por ser feito ao lado de um órgão sensorial, que são os olhos. Sendo de extrema importância que tal procedimento seja feito por um médico capacitado, desconsiderando nesse caso, que seja feito por esteticistas.

“Em contrapartida à cirurgia, você trata a flacidez, trata a pigmentação (olheira), trata os pés de galinha e melhora toda a tonificação nesta região. Sem precisar de centro cirúrgico, sem precisar de corte, sem precisar de ponto, sem precisar de repouso absoluto” afirma o médico.

Essa é uma excelente saída para quem não deseja passar por uma cirurgia, além de ser financeiramente mais acessível.

E aí, gostou das dicas? Já passou por algum desses tratamentos citados? Compartilhe conosco, sua experiência pode ajudar muitas pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *